Menu

O Polen

Sobre

        A Fundação Almerinda Malaquias - FAM é uma Organização Não Governamental, que nasceu da vontade de Miguel Rocha da Silva e impulso de Jean- Daniel Valloton no ano de 1992 em fundar um centro de formação profissional para adolescentes carentes do Rio Negro – Amazonas; com a proposta de ensinar o ofício de marcenaria aproveitando os descartes da construção naval da cidade de Novo Airão. Nasceu do desejo de visualizar um futuro melhor para a Amazônia e seus moradores, com desenvolvimento sustentável e igualitário. Buscaram a solidariedade internacional e através da Associação Ailleurs Aussi, idealizada por Jean-Daniel na Suíça, iniciaram o trabalho de captação de recursos e recebimento de doações de máquinas e equipamentos para marcenaria. 

        Paralelamente iniciou a organização de uma Associação de artesãos - Nov’ Arte, agrupando os já formados e especializados em confecção de objetos de madeira usando resíduos de madeira e papel reciclado para entrada no mercado. Esta iniciativa alcançou tal qualidade de produtos que conquistou o Prêmio Nacional Top 100 – Artesanato Brasil, organizado pelo SEBRAE , nas edições de 2006 , 2008 e 2011. A partir deste momento, a FAM estabeleceu parcerias com o poder público estadual e municipal, através das secretarias de educação, assistência social e meio ambiente e iniciou o trabalho de conscientização e valorização da Floresta da Amazônia em pé com a realização de cursos e oficinas de educação ambiental e uso sustentável de recursos naturais para crianças e adolescentes das escolas municipais da cidade. 

        A FAM define sua missão em favor do equilíbrio social, econômico e ambiental do baixo Rio Negro e estabelece a visão de futuro de tornar-se referência no trabalho de valorização da floresta Amazônica em pé, através de programas e projetos de educação e conservação ambiental, formação profissional com artesanato no nível da família e uso sustentável dos recursos naturais. Está em fase de finalização de um novo espaço físico para atividades educativas, localizado a 6 km da cidade, com terreno de 32 hectares de floresta em Pé, um projeto denominado EKOBÉ (significa Vida na língua- Tupi- Guarani), contando com o apoio financeiro do Governo do Japão na primeira fase. Este espaço possui infra estrutura com salas de aulas, banheiros, alojamento, trilha ecológica de floresta, para realização de cursos de sensibilização e orientação sobre manejos florestais e agro-florestais, permacultura, apicultura, coleta de sementes e criação de viveiros para reflorestamento de áreas degradadas e desenvolvimento de agricultura orgânica. Mantém as atividades iniciais de sua implantação junto ao grupo de artesãos da Associação Nov’ Arte com oferecimento do espaço físico nas dependências em Novo Airão. Ampliou suas atividades na área educativa para crianças e adolescentes, capacitou professores das escolas municipais em questões de meio ambiente e aproveitamento dos recursos naturais da Amazônia, e agora busca apoio para implantação de um novo viés de atividades integradas a arte e a cultura regional. No início no ano foi contemplada com a Sala Futura, sendo a única implantada na região norte do país, abrindo o espaço para todo tipo de público interessado no material disponibilizado gratuitamente do Canal Futura. 

        Finalizando, as iniciativas tomadas pela Fundação durante os anos de sua atuação foram motivadas pela necessidade de equilibrar o desenvolvimento econômico e a conservação do meio ambiente no município, e hoje se encontra organizada para trabalhar com três eixos diferentes de público alvo: 1) Comunidade de Artesãos (homens e mulheres desde o início de sua implantação. Neste eixo prevê o trabalho com adolescentes e jovens, através do Projeto Pró Futuro, oferecendo no contra turno escolar atividades com oficinas de confecção de objetos de madeira, sabonetes e papel artesanal; integradas com conhecimentos de arte sustentável, ciências, ecoturismo e agro ecologia. 2) Em 2005 deu início a um Projeto de Alfabetização Ecológica para crianças, complementar a educação nacional e no” Atelier das Crianças” capacitou 678 crianças das escolas públicas. 3) Com a notícia da criação da zona metropolitana de Manaus, com a integração do Município de Novo Airão, e a construção da ponte sobre o Rio Negro para favorecer a inclusão econômica na zona rural, a FAM organizou um novo projeto ( Ekobé ) para prevenir e compensar os impactos negativos ao meio ambiente desta região, com crescimento econômico desordenado não sustentável.

MISSÃO: Desenvolver soluções econômicas, sociais e ambientais que se integrem e se harmonizem como modelo sustentável piloto no município de Novo Airão, replicável para a bacia do baixo rio Negro e o Estado do Amazonas.

VISÃO: Tornar-se referência no trabalho de valorização da floresta Amazônica em pé, através de programas e projetos  de educação e conservação ambiental, qualificação profissional e uso sustentável dos recursos naturais.

Em favor do equilíbrio social, econômico e ambiental do município de Novo Airão - AM por meio de projetos de educação e gestão ambiental

Fundação Almerinda Malaquias
Fundação Almerinda Malaquias

Nossos números

São as pessoas que compram em lojas virtuais e com isso ainda ajudam ONGs.
Polinizadores nos ajudando

Polinizadores nos ajudando o que é?

15

Recebemos doações dos polinizadores
Recebemos doações dos polinizadores

Já recebemos o que é?

R$22,89

Nossa equipe

Foto da equipe da ONG Fundação Almerinda Malaquias
Foto da equipe Fundação Almerinda Malaquias
Equipe Fundação Almerinda Malaquias

Os fundadores da FAM foram:  Miguel Rocha da Silva, brasileiro  Michel Philippe José Aubreton, brasileiro /francês  Jean-Daniel Vallotton, suíço Desde a sua legalização até o ano 2013 a estrutura da FAM era composta da seguinte maneira:  Presidente da FAM e presidente do Conselho Curador: Miguel Rocha da Silva  Diretor executivo: Jean-Daniel Vallotton  Coordenadora administrativa: Marta Vieira da Silva (até 2009) Desde 2001 completaram a equipe executiva: • Simeão Anhape Bezerra, responsável do setor madeira e dos artesãos • Rozimeire A. de Nascimento, começou como responsável da loja de artesanato e depois como secretária do executivo (2003). Histórico Marta e Jean-Daniel O Jean-Daniel Vallotton, encontrou a Marta Vieira da Silva no dia 24 de junho de 1992, no aeroporto de Manaus, quando chegou como ajudante de produção para a realização de uma reportagem sobre o Boi Bumba de Parintins. O responsável da reportagem tinha alugado um barco da empresa Amazon Nuts Safaris cujo proprietário era o Sr. Miguel Rocha da Silva, pai da Marta. Durante a viagem, a Marta, que estava trabalhando como guia de turismo, falou do projeto do seu pai de criar uma oficina para ensinar a marcenaria aos jovens da região de Novo Airão, utilizando os resíduos de madeira dos múltiplos estaleiros navais do município. O objetivo principal do Sr. Miguel era de criar novas possibilidades de geração de renda devido às dificuldades econômicas das famílias após a criação do Parque Nacional do Jaú (1980) e da Estação Ecológica das Anavilhanas (1981). A legislação ambiental proibiu a venda dos produtos da pesca e da caça dos ribeirinhos para adquirir os outros produtos de primeiras necessidades. Jean-Daniel (moveleiro de formação) que tinha já trabalhado na África num projeto humanitário ficou interessado com o projeto do Sr. Miguel que convidou-lhea ajudar à realização. Então o Jean-Daniel criou uma ONG com os seus amigos na Suíça (a Associação Ailleurs Aussi fundada no dia 14 de dezembro de 1993) para apoiar o projeto. Ele veio em março 1994, em Manaus para iniciar o projeto e com o apoio logístico do Sr. Miguel encontrou um brasileiro/francês, Michel Aubreton que estava trabalhando na maior ONG do estado: a Fundação Vitória Amazônica (FVA), que estava iniciando um projeto de artesanato com fibras vegetais na cidade de Novo Airão. A diretoria da FVA deu um prazo de 3 meses para o Jean-Daniel apresentar um projeto viável de construção e funcionamento de um centro de treinamento ao trabalho profissional da madeira. Este foi aceito pela diretoria da FVAe um termo de parceria foi assinado entre a FVA e a Associação suíça estipulando que o financiamento do centro seria efetuado pela associação suíça e, localmente, a FVA iria apoiar a logística. O Jean-Daniel voltou para a Suíça para realizar a captação de recursos necessários com a sua ONG. Ele voltou no dia 1 de julho de 1997 para começar o projeto e morar em Novo Airão tendo conseguido dinheiro suficiente e 2 containers de material de marcenaria e de construção, doações de várias empresas na Suíça para iniciar o projeto Almerinda Malaquias em Novo Airão. Isto motivou a criação da Fundação Almerinda Malaquias no início do ano 2000, se liberando assim da parceria com a FVA. Com o desejo de fortalecer este projeto e o início da nova fundação, Jean-Daniel e a Marta (filha de Sr. Miguel) casaram-se e mergulharam na construção e na elaboração de um espaço físico e uma metodologia inovadora para um processo educativo e de formação profissional. Histórico Rozimeire e Simeão na FAM Simeão Anhape Bezerra se destacou rapidamente nas primeiras turmas dos cursos de marcenaria e artesanato de madeira. Ele estava também muito interessado e atentivo nas aulas de matemática, cálculo de preço, gestão financeira. Logicamente ele apareceu como líder nato para o projeto da construção da associação de produtores de artesanato. A diretoria executiva o inscreveu em vários cursos específicos para melhorar a sua formação e começou a viajar no Brasil como responsável do artesanato da FAM nas feiras nacionais. O início da atividade de artesanato não era fácil de vender os produtos por causa da localização da oficina que estava quase fora da cidade. A diretoria decidiu investir na criação de uma loja no centre da cidade e precisava de um responsável. O Simeão apresentou a sua namorada, Rozimeire, que tinha estudado contabilidade. Ela ficou responsável das vendas durante dois anos e depois foi chamada pela diretoria para trabalhar no escritório como secretária. Os dois passaram por todas as etapas de crescimento da entidade e ainda fazem parte como responsáveis da equipe que cuida dos diversos setores de atividades da FAM. Equipe da FAM: Hoje Simeão é o atual Presidente da Associação de Artesãos Nov’ Arte, a qual funciona dentro do prédio da FAM. Rozimeire Anhape esposa de Simeão é a líder de Artesanato de Papel Reciclado e Sabonetes Artesanais, trabalhando com mulheres do município. Rozimeire é a monitora responsável pela “Sala Futura”, a qual funciona desde 2014. (Parceria com o Canal Futura e a Fundação Roberto Marinho - 2014). Para viabilizar os serviços de vigilância noturno do prédio da FAM Jean Daniel contrata a Josué Maria dos Santos e Otávio de Souza Bernardo. Para os cuidados do novo Projeto Ekobe no km 6 da Estrada de Novo Airão (Com 32 hec de Floresta em Pé) contrata ao Caseiro José Evanildo Andrade Barros. Em 2012 Jesus Antonio Farré, Conselheiro da FAM, iniciou um trabalho de apoio na Gestão da FAM buscando diferentes fontes de ingressos por meio de criação de novos projetos. Depois de dois anos de atividades de apoio e conhecimento da forma de funcionamento da FAM, foi convidado a assumir o cargo de Diretor Executivo desde Janeiro 2014. Jean Daniel, Fundador e Diretor Executivo desde a criação, passou a ser o Coordenador Técnico. Durante o ano de 2014, surgiu uma parceria muito importante com a “Expedição katerre”, através de seu proprietário o empresário Ruy Carlos Tone, com mais de 10 anos de atividades de turismo e empreendimento turísticos de grande porte no município de Novo Airão. Esta parceria veio consolidar e impulsionar o lado financeiro da FAM, tornando-se a principal mantenedora dos custos de funcionamento. Ruy Tone incorpora à equipe da FAM, a Cientista Social, Maria Inez Waack para coordenar os projetos de educação da FAM (Atelier das Crianças e Pró-futuro), e fortalecer a busca de novas fontes de recursos. Uma vez concretizada a parceria, Ruy Carlos Tone em acordo com o conselho da FAM, assume a presidência do Conselho e da FAM em lugar de Miguel Rocha da Silva (Fundador e Presidente). Ruy Carlos Tone assume a presidência da FAM em 2014, e o Sr. Miguel Rocha da Silva fundador e antes presidente, passa a ser o presidente honorário. No fim do ano 2014 a FAM é contemplada num edital pela Fundação Itaú Social, com seus dois Projetos de Educação Ambiental: “Atelier das Crianças” e “Pró-futuro”. Obtivemos um apoio de financiamento de custos por um ano (2015). Através do apoio da Fundação Itaú Social, a equipe da FAM passa a agregar novos colaboradores. Ingressa Paulo Henrique Queiroz da Silva como Assistente Administrativo e Maria Celeste Ferreira Rodriguez com Auxiliar de serviços gerais, ambos para dar suporte aos projetos educativos. Também é contratada como Co-coordenadora dos projetos Educativos, Vanderléia Nascimento da Silva. Desta forma sempre respondendo as necessidades de melhorar do funcionamento da Gestão da FAM e seu crescimento ou equipe foi crescendo em quantidade e qualificação também.

Adicione ao seu Chrome

Com o nosso raio polinizador, toda vez que você entra em uma loja, nós te lembramos de ajudar sem gastar nada.

Carregando

Adicione ao seu Chrome

Com o nosso raio polinizador, toda vez que você entra em uma loja, nós te lembramos de ajudar sem gastar nada :)

Segurança e privacidade

Não se preocupe, nós não temos acesso aos dados de sua compra ou cartão de crédito

A opção para adicionar não apareceu?

Adicione diretamente via chrome store a partir do link abaixo:
https://chrome.google.com/webstore/detail/o-polen/ldphipnakpbnmadnhflphjmhkoliflkk

Adicione ao seu Firefox

Com o nosso raio polinizador, toda vez que você entra em uma loja, nós te lembramos de ajudar sem gastar nada :)

Instalado? Vamos começar?

Próximo Passo!    Voltar para o site.

Segurança e privacidade

Não se preocupe, nós não temos acesso aos dados de sua compra ou cartão de crédito

Adicione ao seu Safari

Com o nosso raio polinizador, toda vez que você entra em uma loja, nós te lembramos de ajudar sem gastar nada :)

Instalado? Vamos começar?

Próximo Passo!    Voltar para o site.

Segurança e privacidade

Não se preocupe, nós não temos acesso aos dados de sua compra ou cartão de crédito